25 de Janeiro

Aniversário de São Paulo

Aniversário de São Paulo

São Paulo que amanhece trabalhando,

São Paulo que não pode adormecer,

Porque durante a noite,

O Paulista vai pensando,

Nas coisas

Que de dia vai fazer!

Grande São Paulo – Pery Ribeiro

Este trecho da música de Pery Ribeiro mostra bem como é a rotina da grande cidade de São Paulo , que faz aniversário em 25 de janeiro.

A cidade de São Paulo foi fundada em 1554 , junto com a formação do Colégio de São Paulo de Piratininga.

O responsável pela fundação foi José de Anchieta , que, ao construir o colégio acabou formando ao seu redor um pequeno povoado, formado por índios convertidos, jesuítas e colonizadores. Esse marco inicial da formação da cidade é conhecido atualmente como Pátio do Colégio.

A cidade fez parte de praticamente todos os eventos mais importantes da história do nosso país. Contribuiu e ainda contribui significativamente para o crescimento da nação.

Sua participação tem início fundamentalmente, no processo das “bandeiras”, ou seja, expedições organizadas para aprisionar índios para o trabalho duro e procurar minerais preciosos nos sertões distantes.

A atividade dos bandeirantes teve como ponto positivo a ampliação do território brasileiro a sul e a sudoeste, mas teve o aspecto negativo de representar o verdadeiro extermínio dos indígenas que se opunham ao empreendimento e queriam preservar seu território.

A cidade foi crescendo e em 1825, inaugurou-se o primeiro jardim público de São Paulo, o atual Jardim da Luz , iniciativa que indica uma preocupação com a urbanização da cidade.

No início do século XIX, com a independência do Brasil, São Paulo firmou-se como capital da província e sede da Academia de Direito , transformando-se em importante núcleo de atividades intelectuais e políticas.

A característica intelectual da cidade firma-se também com a criação da Escola Normal , a impressão de jornais e livros e o incremento das atividades culturais.

No final do século, a cidade passou por significativas transformações econômicas e sociais decorrentes da expansão da lavoura cafeeira em várias regiões paulistas. Cresciam as fazendas de café e o produto precisava ser escoado, então neste período é que ocorre a construção da estrada de ferro Santos-Jundiaí (1867). Outra marca desta época é à entrada do maior contingente de imigrantes europeus na cidade.

O crescimento populacional é acelerado: em 1895 a população de São Paulo era de 130 mil habitantes, já em 1900 chegou a 239.820. Em consequência disso a área urbana também se expandiu, surgiram as primeiras linhas de bondes , os reservatórios de água e a iluminação a gás.

Até o final do século já contabilizavam significativas conquistas urbanísticas: a abertura da Avenida Paulista em 1891 e a construção do Viaduto do Chá em 1892, que promoveu a ligação do “centro velho” com a “cidade nova”, formada pela Rua Barão de Itapetininga e adjacências. Também, em 1901, foi construída a nova estação da São Paulo Railway, mais conhecida como Estação da Luz.

No século XX, as modificações econômicas, culturais e artísticas, trazem mais progresso: eletricidade, telefone, automóvel. Além da construção de praças, viadutos, parques e os primeiros arranha-céus.

Em 1911, a cidade ganhou seu Teatro Municipal , obra do arquiteto Ramos de Azevedo, concretizando a importante sede de espetáculos operísticos, tidos como entretenimento elegante da elite paulistana.

Outro fator que impulsionou o desenvolvimento da cidade foi a instalação da indústria automobilística em 1919. O pioneiro foi Henry Ford , mas logo o mercado foi ampliando com a entrada da General Motors do Brasil , em1925 e depois de 2 anos a companhia inicia a construção da fábrica de São Caetano do Sul, onde está até hoje.

Juscelino Kubitschek, presidente empossado em janeiro de 1956, que deu o impulso necessário à implantação definitiva da indústria automotiva, ao criar o Geia - Grupo Executivo da Indústria Automobilística. Neste mesmo ano foi inaugurada, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, a primeira fábrica de caminhões com motor nacional da Mercedes-Benz.

Neste cenário é em São Paulo que está instalado o maior parque industrial da América Latina , dando um importante impulso para o rápido crescimento econômico paulista.