Conheça as principais árvores encontradas no Brasil

Conheça as principais árvores encontradas no Brasil

 Aroeira: este é o nome popular de diversas árvores da família Anacardiaceae. Alguns tipos de Aroeira são muito apreciados na culinária e outros servem para fazerem infusões na medicina popular. É uma árvore nativa do Brasil.

 

Bambu: pertencente à família dos Gramineae, o Bambu é utilizado para fins artísticos e também na construção civil.

 

Cafeeiro: espécie nativa da África, mas popular em todo o mundo, graças ao seu fruto. Pertence a família das Rubiaceae. O Brasil possui a maior área plantada de cafeeiros do mundo.

 

Cajueiro: seu nome científico é Anacardium Occidentale. É uma árvore nativa do norte e nordeste brasileiros e, em condições ideais, pode atingir até 20 metros de altura.

 

Castanheira: originária da Península Ibérica, a Castanheira é muito conhecida pelos seus frutos ricos em nutrientes. Seu nome científico é Castanea Sativa.

 

Cedro: o cedro é uma árvore da família Pinaceae que pode chegar a até 30 metros de altura. É uma árvore nativa da Mata Atlântica e tem um crescimento muito acelerado, por isso é também utilizado para o reflorestamento destas áreas.

 

Cerejeira: é o nome dado a várias árvores do gênero Rosaceae. Suas diversas variações podem ser úteis desde a produção de frutos até a utilização de seus troncos como madeiras nobres.

 

Coqueiro: seu nome científico é Cocos Nucifera. Ainda não é conhecida a origem desta árvore, mas já foram encontrados fósseis de árvores ancestrais aos coqueiros com cerca de 15 milhões de anos.

 

Imbuia: é o nome popular, originário do Tupi, da Ocotea Porosa. É uma árvore de folhas e flores muito pequenos, mas de tronco extremamente grosso.

 

Ipê: é como são chamadas comumente as árvores do gênero Tabebuia. Os diversos Ipês são muito utilizados como árvores urbanas, pois suas raízes crescem para baixo e não danificam calçadas e ruas asfaltadas.

 

Jacarandá: é uma árvore nativa do Brasil, pertencente à família Fabaceae.

 

Jatobá: é uma árvore nativa da Amazônia e da Mata Atlântica brasileira. Seu nome científico é Hymeneae Courbaril. Os Jatobás chegam a ter 1 metro de diâmetro nos troncos e suas cascas são utilizadas para a produção de chás e vinhos.

 

Juazeiro: é uma árvore típica do nordeste brasileiro, com frutos ricos em vitamina C. O Juazeiro desperta grande interesse da indústria de cosméticos e seus nutrientes ainda são usados na fabricação de cremes dentais. Seu nome científico é Zyziphus Joazeiro.

 

Mogno: é uma árvore muito utilizada na fabricação de móveis pela facilidade com que é possível trabalhar. São árvores nativas das florestas equatoriais e pertencem ao gênero Entandrophragma.

 

Nogueira: pertence ao gênero Junglans, que agrega diversas espécies nativas de vários continentes. Seu fruto é a noz, muito utilizada na fabricação de óleos e como artigo culinário.

 

Oliveira: originária da região do Mar Mediterrâneo, o nome científico desta árvore é Olea Europaea. Os seus frutos são as conhecidas azeitonas, e um dos seus principais produtos é o azeite de oliva.

 

Pau-Brasil: árvore que deu nome ao Brasil é originária do mesmo país. Seu nome científico é Caesalpinia Echinata. Em 7 de Setembro de 1978, a Pau-Brasil foi declarada como Árvore Natural do Brasil.

 

Pinus: é uma árvore originária do hemisfério sul e, hoje, é comumente encontrada no sul e sudeste do Brasil. Pinus é o gênero de diversas árvores pertencentes à família Pinaceae. No total, são aproximadamente 150 espécies desta família.

 

Salgueiro: é o nome popular das árvores do gênero Salix, da família Salicaceae. O Salgueiro é a árvore que deu origem ao ácido acetilsalicílico, a conhecida aspirina.

 

Sapucaia: é uma árvore originária da floresta amazônica e da mata atlântica do Brasil e pode chegar a até 30 metros de altura. Seu nome científico é Lecythis Ollaria, da família Lecythidaceae.

 

Seringueira: é originária da bacia hidrográfica do Rio Amazonas. Pertence a família das Hevea Brasiliensis. A Seringueira teve grande importância para o desenvolvimento da região norte do país, a partir da extração do látex - matéria-prima da borracha.

 

Umbuzeiro: seu nome científico é Spondias Tuberosa. O Umbuzeiro ou Imbuzeiro é originário do nordeste do Brasil e seu nome tem origem no tupi. "Ymbu" significa "água que dá para beber", graças à retenção de água em suas raízes.

É lamentável, mas muitas dessas árvores correm o risco de extinção. Para conhecer quais delas correm este risco clique aqui