Circo

Circo

Palhaços, mágicos, malabaristas! Quanta diversão encontramos no circo!

A história do circo acompanha gerações,
mas ele passou por transformações até chegar ao formato como conhecemos atualmente... Vamos conhecer um pouco dessa história!
Os pesquisadores da arte circense mostram que as primeiras tentativas de apresentação em um circo vêm da China, onde a monarquia chinesa se divertia com a apresentação de contorcionistas e equilibristas.
Em Roma, existia o chamado “Circo Máximo”, local onde os plebeus reuniam-se
para assistir às atrações organizadas pelas autoridades imperiais.
Os saltimbancos, elenco de artistas itinerantes, surgem Na Idade Média. Esses artistas vagueavam pelas cidades para demonstrar suas habilidades ao ar livre em troca de algumas contribuições.
Mas foi o inglês Philip Astley quem primeiro organizou o circo mais próximo do que conhecemos hoje, com espetáculos variados e com público pagante. O ano era 1768, e Astley organizou um local onde, acompanhado por um tocador de tambor, apresentava um número de acrobacia com cavalos. Nesta época as cidades estavam se formando e crescendo cada vez mais rápido, o que garantia um número razoável de espectadores.
Várias outras atrações foram criadas e artistas interessados nesta arte foram formando grupos circenses que sempre circulam de uma cidade para outra levando alegria e diversão para todos!
Mesmo com o passar do tempo e o avanço da tecnologia na vida das pessoas, como o rádio, televisão e DVD, a presença do circo ainda agita cidades e faz a alegria de crianças e adultos!
Palhaços Famosos
Entre todos os personagens do circo, o palhaço é, sem dúvida, o que tem maior destaque. Não dá para “aprender” ser palhaço, é preciso ter vocação, gostar de interagir com os outros.
No Brasil temos muitos palhaços que transmitiram sua alegria e entusiasmo durante décadas, nos picadeiros e também na televisão. Veja se você lembra de algum: Arrelia, Carequinha, Bozo, Torresmo. Eles ficaram décadas animando a garotada!
Mas o que fazem os outros artistas do circo? Vamos conhecer...
O malabarista é o artista que exibe extrema habilidade e destreza de movimentos com o corpo. Quantas vezes não ficamos atentos e apreensivos com a habilidade dos malabaristas para lançar e capturar objetos no ar! Para se destacar nessa arte é necessário disciplina e muito treino. O malabarismo também é importante para o corpo, pois melhora o reflexo, a coordenação motora de quem pratica.
Outro artista importante em um circo é o adestrador de animais. Para exercer essa função em um circo é claro que o primeiro requisito é gostar de animais, pois o adestrador, antes de mais nada deve respeitar o animal com o qual trabalha. Sua função é adestrar animais para exercícios, através de comando de gestos, voz, baseando-se no reflexo condicionado do animal. Nos circos podemos ver animais como elefantes, cachorros, cavalos e até mesmo ursos adestrados. A permanência de animais nos circos sempre são monitoradas pela Sociedade Internacional Protetora dos Animais - http://www.uipa.org.br/portal/ - para que não haja inadequações no ambiente e maus tratos.
 Há também o trapezista, que é aquele que trabalha em um trapézio, ou seja, um equipamento de ginástica constituído por uma haste ou cilindro de madeira ou metal suspensa por duas cordas ou peças verticais fixas numa superfície horizontal. Os trapezista tem que ter muita habilidade, concentração e equilíbrio para exercer essa função.
Mas quem atrai todas as atenções é mesmo o mágico! É muito difícil perceber as peripécias de um mágico! Ele executa vários tipos de ilusionismo utilizando-se de técnicas variadas para iludir o espectador com truques que dependem especialmente da rapidez e agilidade das mãos. Um mágico também tem que treinar muito para ser hábil e muito criativo para estar sempre criando números novos para os espetáculos.
Curiosidades
O Dia do Circo é comemorado no dia 27 de março e representa uma homenagem ao palhaço Piolin, um dos palhaços mais famoso do Brasil que nasceu nesta data, no ano de 1897.


Dicas de sala de aula