Evolução Eras Geológicas

Eras Geológicas

Os cientistas já conseguiram calcular mais ou menos quantos nos anos tem o planeta Terra: aproximadamente 4,6 bilhões de anos. Muito tempo não? Mas saber exatamente quais eram os seres que realmente habitavam nosso planeta ainda é tema que provoca muito curiosidade.

As pesquisas mostram que existiram fases específicas, que marcaram a evolução da Terra, em cenários bem diferentes do que conhecemos hoje.
Essas fases foram denominadas pelos cientistas de Eras Geológicas. Por serem períodos muito extensos, essas Eras foram divididos em períodos.
Vamos conhecer as características dessas eras e períodos:
Clique nas imagens para saber sobre os períodos:


 
CenozóicaMesozóicaPaleozóica

Muitos dos filmes de ficção, como “Parque dos Dinossauros”, entre outros, mostram animais bem próximos de uma realidade que para nós é remota. Para esses filmes, diretores, roteiristas e atores fazem uma verdadeira imersão, estudando as eras geológicas para compreender e poder reproduzir nas telas o mais parecido possível com o ambiente da época.
Ficção ou realidade?
Quer alguns exemplos reais? Então vamos lá...
O maior anfíbio do mundo viveu no Maranhão, Brasil, há 270 milhões de anos. É uma salamandra de 9 metros que era bem parecida com um crocodilo.
Em 2007 cientistas encontraram na Alemanha uma garra fossilizada de um escorpião marinho gigante. O tamanho do fóssil indica que o bicho, quando vivo, media mais de 2,5 metros, muito mais que um ser humano normal. A descoberta mostra que, no passado remoto, os aracnídeos, os insetos e os caranguejos eram muito maiores do que um ser humano normal.
(fonte: G1 – globo.com)
Arqueólogos conseguiram reconstruir 70% do esqueleto do Pelagornis chilensis, uma ave marinha que viveu cerca de 10 milhões de anos atrás no Chile, e constataram a gigante envergadura de suas asas, que tinha 5,2 metros de distância entre uma ponta da asa até a outra.
(fonte: Revista Galileu)
 Portanto, nem tudo que parece ficção realmente é... ou foi!
Curiosidades
Dinossauros brasileiros
No Brasil, os vestígios mais antigos de dinossauros foram notados em 1897. Eram pegadas e foram descobertas pelo agricultor Anísio Fausto da Silva num lugarejo próximo a Sousa, na Paraíba. Apenas na década de 1920 um paleontólogo confirmou a existência desses fósseis. Além daquelas pegadas, ossos, ovos e fezes de dinossauros já foram garimpados em todo o país. Em alguns casos, a quantidade e o bom estado de conservação dos fósseis permitiu aos pesquisadores descrever com exatidão a espécie. Em outros, os vestígios indicam apenas a família ou um grupo mais amplo.
(fonte: Guia dos Curiosos)


Dicas de sala de aula