Linha do tempo da Imigração Japonesa no Brasil

  • No dia 18/06/1908 chega ao Brasil, no Porto de Santos, o navio Kasato Maru trazendo as primeiras 165 famílias japonesas, 781 pessoas que sonhavam com uma vida melhor. A viagem durou 52 dias!
  • Na década de 1910 instalou-se em Santos um pequeno grupo de profissionais autônomos e pequenos comerciantes imigrantes.
  • A partir de 1910, ao invés de empregados em regime de semi-escravidão em cafezais, os imigrantes passaram a vir como pequenos agricultores independentes produtores de arroz e algodão.
  • A primeira colônia foi a Colônia Monção, fundada em 1911 na região da estação Cerqueira César da linha férrea Sorocabana, interior de São Paulo.
  • Em 1915 foi fundada a primeira escola japonesa urbana em São Paulo.
  • Foi lançado em janeiro de 1916 o primeiro "jornal da colônia" chamado Nanbei.
  • As irmãs Kumabe, alunas da Escola Norma do Rio de Janeiro, são as duas professoras oficiais saídas da comunidade em 1918.
  • Na década de 1920 japoneses passaram a morar e abrir negócios na Rua Conde de Sarzedas, na região central da Sé em São Paulo.
  • A CAC - Cooperativa Agrícola de Cotia, a mais importante cooperativa agrícola de produtores imigrantes japoneses, foi oficialmente fundada em 1927, e começou com a união de 83 agricultores.
  • Os japoneses fundaram cidades como Bastos e Tietê, que hoje são importantes pólos urbanos regionais do interior paulista, fundadas em 1928.
  • Em 1929 os primeiros japoneses desbravadores da região amazônica instalaram-se em Acará, no Pará (atual Tomé-Açú).
  • Em 1938 havia em São Paulo 294 escolas japonesas (a título de comparação, havia 20 escolas alemãs e 8 italianas).
  • Havia sinais de que muitos imigrantes já tinham o intuito de adotar o Brasil como nova pátria definitiva. O primeiro e mais claro sinal foi o início da construção do Nippon Byoin (Hospital Japão), atual Hospital Santa Cruz em São Paulo, em 1936.
  • Em 1940 a circulação de todas as publicações em japonês é proibida.
  • A imigração de japoneses ao Brasil foi proibida, e o navio Buenos Aires Maru, que chegou ao país em 1941, foi o último de um ciclo iniciado pelo Kasato Maru.
  • Em 1948 é eleito vereador de São Pulo o primeiro nikkei, Yukishige Tamura.
  • É promovido um acordo e o governo Federal liberou os bens confiscados dos imigrantes em 1949.
  • Em 1951, cinco mil famílias imigrantes são autorizadas a entrar no país.
  • Em 1958 o príncipe Mikasa visita o Brasil para participar das festividades do cinqüentenário da imigração japonesa.
  • Em 1964 é inaugurada na Rua São Joaquim em São Paulo a sede da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa.
  • A comunidade nikkei lota o estádio do Pacaembu em São Paulo para receber a primeira visita do casal imperial ao Brasil em 1967.
  • Em 1973 chega o último navio transportando imigrantes japoneses.
  • É inaugurado o Museu da Imigração Japonesa no Brasil em 1978.
  • Na década de 80 surgem as primeiras obras literárias escritas por nikkeis.
  • A ida de milhares de japoneses e descendentes do Brasil para o Japão atinge o seu auge no início dos anos 90.
  • Em 1992 foi criado o CIATE - Centro de Informações e Apoio aos Trabalhadores no Exterior. Este serviço funciona até hoje e tem sua sede no prédio da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa.
  • Comemorou-se em 1995 o centenário do tratado da Amizade, Comércio e Navegação entre Brasil e Japão.
  • Em 2008 comemora-se o centenário da Imigração Japonesa no Brasil.