Natal

Natal

Olá Amiguinho, no dia de natal ganhamos muitos presentes e fazemos uma grande festa, mas você sabe qual é o motivo de tanta comemoração?

O natal é comemorado no dia 25 de dezembro, mas a festa sempre começa um dia antes, durante a ceia de natal! É quando a mamãe ou a vovó preparam aquela mesa cheia de coisas gostosas para comer. A tradição da ceia vem da "Santa Ceia", quando Cristo reuniu seus Apóstolos e instituiu o Santíssimo Sacramento.

No dia de Natal é celebrado o nascimento de Jesus. Ele nasceu em Belém, em uma gruta, e durante sua vida espalhou pelo mundo lições de amor ao próximo.

A história nos conta que no dia do nascimento de Jesus, teria ocorrido uma grande explosão estrelar que resultou na imagem da estrela de Belém. Os três Reis Magos: Belchior, Baltasar e Gaspar, foram guiados por esta estrela até o local onde nasceu Jesus, levando em oferenda ouro, incenso e mirra.
O ouro que representa a realeza, o incenso que representa a divindade e a mirra que representa a imortalidade.

A cena dos Reis Magos encontrando Jesus foi imortalizada pelos presépios, que até hoje são montados durante esta época do ano. Quem tomou a iniciativa de montar o primeiro presépio foi São Francisco de Assis, em 1224. A partir daí, a tradição de montar o presépio ganhou o mundo.

Outro símbolo muito importante no natal são as árvores enfeitadas. Esse ritual foi extraído dos pagãos. Durante o inverno os povos europeus tinham o costume de enfeitar suas casas com folhagens e árvores ainda verdes para alimentar a esperança de que a primavera se aproximava. Sob o ponto de vista religioso, a árvore de natal, toda verde, é sinal de vida, enquanto as bolas nela penduradas significam os bons frutos oferecidos por Jesus à Humanidade. Já as velas representam a presença de Cristo como Luz.

Agora, um dos ícones mais encantadores do natal é sem dúvida o Papai Noel. Diz a lenda que ele vive no Pólo Norte e tem uma fábrica de brinquedos, onde trabalham seus ajudantes, os duendes. Na noite de natal, ele pega seu trenó, puxado por renas voadoras, enche seu saco vermelho de presentes e sai para presentear todas as crianças que se comportaram bem durante o ano.

A figura do bom velhinho de barbas brancas foi inspirada no bispo São Nicolau. "Atribuíram-se a ele vários milagres, mas o que marcou definitivamente foi sua bondade e a prática de distribuir presentes entre as crianças".

Curiosidade

A maioria das versões sobre a procedência da árvore de Natal indica a Alemanha como seu país de origem. A mais aceita atribui a novidade ao padre Martinho Lutero, autor da Reforma Protestante do século 16. Ele montou um pinheiro enfeitado com velas em sua casa. Queria, assim, mostrar às crianças como deveria ser o céu na noite do nascimento de Cristo.

(fonte: Guia dos Curiosos)

 


Dicas de sala de aula