Reprodução dos Animais

Reprodução dos AnimaisSe você tem um animal de estimação ou já observou os animais em uma fazenda, deve ter percebido que na época da reprodução eles ficam bem diferentes, não é mesmo? Isso ocorre porque eles têm alterações no organismo que favorecem a procriação e o desenvolvimento dos filhotes.

Cada classe de animais tem características reprodutivas diferentes e neste especial vamos conhecer quais são as características dos vertebrados, ou seja, animais que possuem coluna vertebral.

Em primeiro lugar, vamos falar dos mamíferos, animais que crescem dentro da barriga de suas mães e mamam quando pequenos.

Nós, seres humanos, estamos no grupo dos mamíferos e a diferença entre nós e os outros mamíferos é, principalmente, o fato de termos raciocínio, ou seja, pensamos de forma lógica e organizada e também desenvolvemos uma linguagem articulada. Neste grupo, os sexos são separados, ou seja, existem machos e fêmeas, a reprodução ocorre com acasalamento e a fecundação é interna. O desenvolvimento do embrião ocorre no interior do corpo da mãe, sendo que o tempo de gestação varia muito para cada espécie. Para conhecer o tempo de gestação dos mamíferos clique aqui.

O grupo das aves tem como características principais a presença de asas, penas e bico, mas não possuem dentes. Quanto à reprodução, os sexos são separados, a fecundação é interna, mas diferente dos mamíferos porque há postura de ovos, e,  portanto o desenvolvimento do embrião ocorre fora do corpo materno. Esses ovos são chocados pelas fêmeas e no interior do ovo, são encontradas estruturas específicas que garantem o fornecimento de alimento e oxigênio para o desenvolvimento do embrião. Clique aqui para conhecer o tempo de incubação dos ovos de algumas aves.

Passando para o grupo dos répteis, suas características principais são a pele rugosa, possuem escama ou casco para proteção, e, para locomover-se, têm que se arrastar. A reprodução é muito parecida com a das aves: sexos separados, fecundação interna e também botam ovos. Algumas espécies botam ovos e chocam, portanto, com desenvolvimento externo .Em outras espécies, os embriões se desenvolvem também em ovos, mas estes têm cascas bem finas e evoluem no interior do corpo da mãe. Portanto, quando ela bota os ovos, os filhotes estão praticamente "prontos" para enfrentar a vida no ambiente externo.

Com relação ao cuidado com os ovos, varia muito de espécie para espécie. As tartarugas marinhas, por exemplo, enterram seus ovos na areia e simplesmente os abandonam. Já os crocodilos, defendem com muita agressividade seus ninhos após o nascimento dos filhotes, evitando que qualquer ameaça chegue até eles.

O grupo dos anfíbios representa a classe de transição entre o ambiente aquático e terrestre. Podem viver em ambiente terrestre, mas ainda dependem da água para a respiração e reprodução.  Os anfíbios adultos apresentam uma pele extremamente fina, sem escamas, rica em vasos sanguíneos e com glândulas mucosas que mantêm a pele sempre lubrificada. Essas características facilitam muito a respiração cutânea. Este grupo tem um processo típico de reprodução: a fecundação é externa . Assim os ovos, que não possuem casca, mas sim um envoltório com aspecto gelatinoso, têm que ficar imersos na água para evitar danos provenientes da radiação solar ou choques mecânicos. Uma característica do desenvolvimento desse grupo é a presença de um processo chamado de metamorfose, ou seja, se transformam, mudando totalmente de aspecto ao longo de seu desenvolvimento: após a eclosão dos ovos saem as larvas, que são bem diferentes do animal adulto e vão passando por transformações até a fase adulta final. Na fase larval é chamado de girino.

Finalmente o grupo dos peixes, que são animais encontrados apenas em ambiente aquático. Têm o corpo coberto de escamas e possuem nadadeiras, que fazem a locomoção na água. Sobre a reprodução, também fazem a fecundação externa e após a eclosão dos ovos são liberadas as larvas, chamadas de alevinos, apresentando-se também muito diferente do animal adulto.

Curiosidades

Mamíferos
Os bebês de algumas baleias chegam a mamar 500 litros de leite num único dia. A baleia amamenta jorrando leite pelas glândulas mamárias. Como o leite é muito gorduroso, não se mistura à água e o filhote pode mamar.
(fonte: Guia dos Curiosos)

Aves
O beija-flor é a menor ave da natureza. Seus ovos não são maiores que uma ervilha de tamanho médio. Os filhotes, logo que nascem, são menores que um gafanhoto comum e uma ninhada cabe dentro de uma colher de chá. Seu coração bate mil vezes por minuto, enquanto o de uma baleia-azul e o de um elefante chegam a bater 25 vezes no mesmo período.
(fonte: Guia dos Curiosos)

Répteis
Uma mesma fêmea de uma tartaruga marinha pode realizar de 3 a 5 desovas por temporada , com intervalos médios de 10 a 15 dias, cada uma com 130 ovos em média.
(fonte: Guia dos Curiosos)

Anfíbios
Os anfíbios podem se reproduzir de 39 maneiras diferentes, dependendo de cada espécie.
(fonte: Guia dos Curiosos)

Peixes
A carpa chega a pôr 2 milhões de ovos de uma só vez.
(fonte: Guia dos Curiosos)


Dicas de sala de aula