Verminoses

Verminoses

Verminoses são doenças causadas por “bichinhos” parecidos com minhocas e chamados vermes. Tanto as pessoas como os animais podem ser atacados pelas verminoses. Assim o boi, o cavalo, o cabrito e até mesmo seu cachorrinho ou seu gatinho de estimação podem sofrer de verminose.

Os vermes, todos inimigos de nossa saúde, se desenvolvem no interior de nosso corpo, especialmente nos intestinos (mas podem se instalar em outros órgãos – fígado, pulmões, cérebro). Caso não sejam combatidos, podem causar sérios problemas de saúde, e, às vezes, até a morte.
           
Como são esses vermes?  
Este que parece com espaguete (arredondado), é a lombriga!
  
 
 
 Este outro (achatado), lembra o talharim – é a solitária.
Que macarronada indigesta, não?
 
 
 
 
 Como se adquire verminose?
Esses vermes indesejáveis, entram no organismo, na grande maioria das vezes, pela boca. Mas é bom lembrar que também podem penetrar pela pele. Então não é difícil imaginar que, entrando pela boca, sejam a água e os alimentos contaminados os principais veículos das verminoses.
 
Como se desenvolvem os vermes no interior do organismo?
Água e alimentos contaminados carregam ovos dos vermes. Uma vez engolidos, esses ovos vão para os intestinos das pessoas e ali dão origem aos vermes adultos, que crescem e se multiplicam. Curioso é que alguns vermes não necessitam “casar” – são hermafroditas, ou seja, são macho e fêmea ao mesmo tempo. Evitam muitos conflitos do casamento, não brigam nunca! Bichos espertos, heim?
 
O que os vermes produzem quando no interior dos intestinos?
Para que cresçam e se tornem adultos, os vermes, como nós, precisam se alimentar. Só que o alimento dos vermes é roubado de nós. Eles são competidores pelos nossos alimentos! Não é por outro motivo que são também chamados de parasitas – vivem às custas de outros seres. Verdadeiros ladrões de comida!
 
Fica fácil entender, pois qualquer pessoa que é roubada, perde alguma coisa, verdade? E é isso que acontece com pessoas com verminose. O alimento que deveria ser utilizado para nutrir nosso organismo é sugado pelos vermes invasores.
 
O que sentem e quais as conseqüências para as pessoas com verminose?
 
Infelizmente são as crianças e os jovens os mais atacados pelas verminoses. Se lembrarmos que a “casa” predileta dos vermes é o intestino, as queixas predominantes são relacionadas com o aparelho digestivo tais como – falta de apetite, enjoo, dores na barriga e diarréia. Às vezes, os vermes (lombrigas em especial) são eliminados juntos com as fezes, ou mesmo pela boca, facilitando o diagnóstico. Não se assuste caso uma criança com verminose, manifeste desejo de comer terra, barro ou roer um tijolo – esta perversão do apetite leva, em medicina, o nome de pica (feio, não?). Nos casos mais graves, acompanhados de grande quantidade de vermes (mais uma vez as lombrigas), eles formam verdadeiros novelos no interior do intestino, chegando a obstruí-lo, com graves conseqüências. Se você está sendo “roubado” de seus alimentos, é como estivesse mal alimentado. Sendo assim, as decorrências mais comuns desse fato são: deficiência de crescimento, dificuldade de concentração e de aprendizado, sonolência e cansaço. Chama a atenção, nos quadros mais graves, a palidez da pele, dos lábios, da língua e do interior das pálpebras dos olhos - são os sinais da anemia! Quando esta é muito acentuada, a pele adquire uma tonalidade amarelada; nasceu daí o termo popular “amarelão” para designar certa forma de verminose.
 
Como se adquire verminose?
Esta a parte mais importante dessa exposição. As verminoses que infestam dezenas de milhões de pessoas no Brasil (e no mundo), estão relacionadas, estreitamente, com duas grandes áreas de desenvolvimento humano – educação para a saúde e saneamento básico. Em relação à educação, é fácil concluir que as correlações são duas: hábitos de alimentação e de higiene, impedindo que ovos e larvas contaminem as pessoas. Para tanto, lavar bem os alimentos consumidos crus e não fazer ‘cocô’ na terra nem andar descalço, são fundamentais na prevenção das verminoses.
 
Pode-se perceber que educação para a saúde começa em casa, nas cozinhas e nos banheiros, se estendendo para ações dos governos, propiciando água de boa qualidade nas torneiras e construção de esgotos sanitários. Famílias e governos de mãos dadas! “Macarronada”, afinal, só de massas de pacote, de acordo?
 
São os países pobres, com indivíduos vivendo em condições de falta de higiene e desprovidos de conceitos de educação para a saúde, os campeões de verminoses!
 
Você, individualmente, pode se transformar num soldado na guerra contra as verminoses. Melhor preveni-las do que tratá-las.
 
Mão à obra, sem demora!