Tabuada da Multiplicação (Cont.)

Tabuada da Multiplicação (Cont.)

Batalha da Multiplicação

1. Recorte as fichas com os valores das tabuadas de 8, 9 e 10;

2. Um jogador fica com as fichas que tiverem o fundo vermelho e outro com a que tiver o fundo branco;

3. Antes de iniciar o jogo deve-se estabelecer o total de fichas que será usado (10, 20 ou 30 fichas para cada jogador participante);

4. Em seguida, os jogadores distribuem as fichas em suas cartelas da maneira que achar conveniente e de modo que um não veja a distribuição do outro;

5. O primeiro jogador, determinado por sorteio, dá o tiro, ou seja, escolhe um número de 1 a 7 e uma letra de A a J, por exemplo F3;

6. O segundo jogador deve, então, verificar se em sua cartela, no local de união entre a letra F e o número 3, há uma ficha. Se houver, ele diz qual é o número para que o jogador que deu o tiro efetue a multiplicação correspondente. Por exemplo: se em F3 houver uma ficha com o número 80, ele deve dizer 8 x 10 ou 10 x 8;

7. Se acertar a multiplicação, o primeiro jogador pega para si a ficha do adversário, deixando-a ao seu lado. Se errar, o adversário fica com a ficha;

8. O segundo jogador procede da mesma maneira;

9. Vence quem obter o maior número de fichas.

Importante nesse jogo:

- Cada jogador tem direito a apenas um tiro.

- Quando o jogador der um tiro e não houver fichas no local escolhido, o adversário diz água e prossegue o jogo dando o seu tiro.

- A letra e o número correspondente ao tiro na água devem ser anotados numa folha à parte, para que o jogador não dê esse tiro novamente.

fonte: http://educador.brasilescola.com/estrategias-ensino/batalha-naval.html

 

Curiosidades:

O sinal de X, que indicamos na multiplicação, foi empregado pelo matemático inglês Guilherme Oughtred no livro Clavis Matematicae, publicado em 1631.

<< Página Anterior