Adição

Adição

Juntar, agrupar, unir, esses são alguns dos nomes que explicam o que é a adição , primeira operação matemática que normalmente aprendemos.

As técnicas para ensinar a adição mudaram principalmente a partir da década de 60 , quando houve uma grande modificação no ensino da matemática tradicional, entrando na fase da matemática moderna em que as operações passaram a ser ensinadas com base na compreensão de “conjuntos”. Assim, a adição passa a ser apresentada por meio da união de dois conjuntos, na forma de um diagrama, com o objetivo de facilitar visualização dessas operações. Nesse período, o cálculo mental passou a ser menos usado.

Já na década de 80 , inicia-se um novo movimento contra a matemática moderna porque ela não aplicava a contextualização de situações matemáticas, fator que dificultava sua aplicação pelos alunos, por isso, nesta nova fase começa a se trabalhar as operações a partir de situações-problema em que as ideias ou significados nelas presentes eram exploradas: juntar, acrescentar, tirar, comparar, completar, medir etc. O material dourado ou material de base dez , criado por Maria Montessori, ajuda a compreender etapas mais complexas das operações, assim como as barras Cuisenaire e jogos. Também passam a ser usadas tabelas, esquemas e a representação na reta numérica.

Na década de 90 , com o avanço nos estudos sobre o desenvolvimento infantil, valoriza-se ainda mais o trabalho através de situações-problema, possibilitando inclusive que a própria criança encontre soluções por si antes de introduzirem as regras das operações.

Propriedades da Adição

Na adição, cada numeral que está fazendo parte da operação é chamado de parcela e o resultado é chamado de soma ou total.

São quatro as propriedades da adição:

Comutativa: quando mudamos a ordem das parcelas em qualquer conta de adição, o resultado será o mesmo, assim, se você somar 24 + 12, terá o mesmo resultado se somar 12 + 24, ou seja, o resultado sempre será 36.

Associativa: mesmo quando somadas de maneira diferente, as parcelas de uma adição, apresentam sempre o mesmo resultado, ou seja, se fizer a conta (2 + 4) + 4, ou 2 + (4 + 4), o resultado será sempre 10.

Elemento neutro: esta propriedade indica que o zero (0) é o elemento neutro, ou seja,  quando é somado a qualquer número, o resultado final é o próprio número. Um exemplo: 23 + 0 = 23.

Fechamento: essa propriedade consiste no fato de que se somarmos dois números naturais, o resultado só pode ser um número natural. Veja só: 4 + 2 = 6 à 4 é um número natural, 2 é um número natural, 6 é um número natural.

Agora é com você…

 Aceite esses desafios e solucione esses problemas que envolvem a adição…

_ Na sala de aula de Joana há 12 meninas e 13 meninos. Quantos alunos são ao todo nesta sala?

 _
**_Miguel tinha 12 bolinhas de gude e ganhou 6 de seu amigo. Com quantas bolinhas de gude ele ficou?__ 

 _**
**_No jogo de basquete o time de Pedro fez 45 pontos no primeiro tempo e 63 no segundo tempo. Quantos pontos o time de Pedro fez neste jogo?__ 

 _**
Pense agora em um problema de adição, escreva e resolva.

Você também pode fazer um campeonato com seus amigos para ver quem faz um problema mais criativo! Além da brincadeira vocês também vão treinar a operação!

Curiosidade

Alguns pássaros têm o sentido do número, mas claro que bem mais primitivo que os humanos. A observação de algumas espécies apontam que, se um ninho contém quatro ovos, pode-se tirar um sem que nada ocorra, mas o pássaro provavelmente abandonará o ninho se faltarem dois ovos. De alguma forma ainda inexplicável, ele pode distinguir dois de três.

fonte: Só Matemática Online