Alimentação Saudável

alimentacao-saudavel

Nosso corpo é fantástico, exerce diversas funções ao mesmo tempo e isso só é possível porque todos os dias ingerimos o combustível básico para que ele dê conta tanto trabalho. Esse combustível é o alimento.

A alimentação sempre foi a base de sobrevivência do homem, e passou por modificações ao longo do tempo. Basta pensarmos nos homens das cavernas que tinham praticamente uma única fonte de alimento: a carne.

Com a evolução do homem e a prática da agricultura, a alimentação ficou
mais variada, acrescentando o consumo de legumes, verduras e frutas.

Com a modificação cada vez mais rápida da sociedade, as necessidades foram modificando e os gostos também e o fato é que, vários tipos de alimentos foram criados, novos ingredientes surgiram e isto pode garantir produtos cada vez mais atraentes e saborosos, mas nem sempre eles são sinônimo de alimentação saudável.

Alimento saudável é aquele que tem os nutrientes necessários para manutenção do organismo, promovendo equilíbrio em seu funcionamento. Nutrientes são substâncias presentes nos alimentos, que nos fornece energia, promove o crescimento e o desenvolvimento, além de manter o nosso corpo saudável.

Para fins de estudo, os nutrientes são classificados em grupos de alimentos que são classificados de acordo com a função que desempenham no organismo. Existem basicamente três grupos: os que fornecem energia para o trabalho do organismo, por isso chamado de alimentos energéticos , os que são responsáveis por dar estrutura e fazer a manutenção do trabalho orgânicos, por isso chamados de construtores e os que regulam as atividades do organismo por isso chamados de reguladores. Para conhecer mais sobre os grupos de alimentos, pesquise em nosso especial sobre nutrição.

Para entendermos qual é a forma adequada de organizar a alimentação é importante conhecer a pirâmide alimentar , que representa a maneira correta de nos alimentarmos, através da divisão dos alimentos em seis grupos, de acordo com as necessidades orgânicas diárias. Conheça com detalhes como é essa divisão, pesquisando em nosso especial sobre pirâmide alimentar.

Produtos industrializados

Para aprimorar sabores e chamar a atenção dos mais variados gostos, a indústria alimentícia usa vários ingredientes que muitas vezes fogem das características dos alimentos naturais. Açúcar para dar um sabor ainda mais doce; gordura saturada e gordura trans para dar maior maciez, leveza e cremosidade; sódio para acentuar o sabor e corantes para modificar a cor e o aroma, deixam muitos alimentos com aspecto e sabor irresistíveis. A questão é que esses componentes prejudicam a saúde, principalmente quando se tornam hábito na alimentação das pessoas.

Por isso, é fundamental começar a prestar mais atenção nas embalagens dos alimentos consumidos, verificando os ingredientes, quantidade de calorias, valor nutricional, etc., priorizando sempre a qualidade.

Obesidade: consequências da má alimentação

Antigamente o fato de uma pessoa ser gorda sempre estava associada à saúde, mas com os diversos estudos já realizados sobre alimentos e saúde, ficou provado que, muito pelo contrário, as pessoas com excesso de peso tem propensão à várias doenças, principalmente relacionadas à circulação sanguínea. Há muitos casos de pessoas obesas que desenvolvem anemia, justamente porque priorizam a quantidade em detrimento da qualidade.

A obesidade pode se desenvolver por diversos fatores: distúrbios hormonais, distúrbios emocionais, falta de orientação sobre alimentação na infância, etc., mas em qualquer uma dessas situações, será necessário buscar ajuda médica e de um nutricionista, sempre lembrando que não existem regimes milagrosos se não houver uma reeducação alimentar.

Além da obesidade, outros problemas podem ser desencadeada tanto pela falta como pelo excesso de nutrientes necessários, como por exemplo: desnutrição, anemias, diabetes e hipertensão, entre outras.

Realmente muitos problemas de
saúde podem ser evitados ou
mesmo tratados através de
uma alimentação saudável, e,
para isso, é importante sempre ter
cuidado na escolha dos alimentos,
balancear os nutrientes, que
devem ser adequados para cada pessoa.

Os especialistas são unânimes em
afirmar que quanto mais colorido for
o prato, mais saudável é a alimentação.
Mas por que um prato colorido???
Porque ele tem verduras, legumes,
cereais etc que, em conjunto,
fornecem todos os nutrientes que
precisamos para manter a saúde.

Também é preciso dar atenção para a regularidade , variedade e qualidade dos alimentos que são ingeridos. Quem não toma café da manhã, em geral, tende a passar dos limites no almoço, por isso não pule nenhuma refeição. Tente alimentar-se em intervalos entre três e quatro horas. Lembre-se: ao desrespeitá-los a sensação de fome o obrigará a comer mais do que o necessário!

Dicas para uma alimentação saudável

  • Prefira alimentos frescos, naturais, integrais e variados;

  • Consuma diariamente frutas, verduras e legumes;

  • Diminua as frituras e os alimentos com elevada quantidade de açúcar, gordura e sal;

  • Coma devagar, mastigue bem os alimentos;

  • Faça suas refeições em ambiente tranquilo; procure manter os mesmos horários e os intervalos regulares;

  • Prefira sucos e refrescos naturais aos refrigerantes;

  • Evite beliscar ou substituir suas refeições por biscoitos, salgadinhos, chocolates ou outras guloseimas.

Outras dicas importantes:

  • Comer bem não é comer muito;

  • Varie amplamente os alimentos, de tal maneira que o organismo receba todos os nutrientes de que necessita;

  • Mantenha-se na margem do peso ideal para seu biotipo;

  • Busque a sensação de bem estar físico, intelectual e emocional;

  • Beba bastante água;

 

Curiosidades

Entenda alguns termos utilizados para caracterizar alguns tipos de alimentos:

Diet :  tem como objetivo atender pessoas que, por alguma razão, precisam restringir certas substâncias de sua alimentação. É o caso dos diabéticos, hipertensos, celíacos (intolerantes ao glúten), entre outros. Ele recebe esta classificação quando um nutriente é retirado totalmente da composição deste alimento, podendo ser, por exemplo, o açúcar, a gordura ou o sódio.

Light : são alimentos que tem uma redução significativa na quantidade de um nutriente, que pode ser o açúcar, a gordura, entre outros. Esta diminuição deve ser de pelo menos 25%.

Orgânico :  é aquele produzido em condições naturais, sendo totalmente livre de agrotóxicos e aditivos químicos e por esse motivo conservam as propriedades naturais, mantendo o mesmo nível de vitaminas, sais minerais, carboidratos e proteínas.

Integral : são alimentos que não tiveram sua estrutura alterada, mantendo a integridade de seus nutrientes, sem perda de valores qualitativos e quantitativos.

Alimento Refinado : é aquele que passa por um processo mecânico (refinamento) que retira partes comestíveis com o intuito de torná-lo mais durável e de fácil preparo, bem como de retardar a ação de microrganismos. Este processo é utilizado principalmente em cereais, como trigo, arroz, açúcar e sal. Como consequência grande parte dos minerais, vitaminas, proteínas e fibras são perdidas.

Dicas de Atividades

Este tema é realmente “um prato cheio” para se explorar em sala de
aula, principalmente pelo fato das crianças e adolescentes ter a
tendência de atacar os doces, salgadinhos e guloseimas a todo o momento.

Um bom começo é fazer uma pesquisa na classe, ou mesmo na escola, sobre a predominância dos alimentos utilizados. Para isso os alunos devem preparar um questionário, o público alvo da pesquisa e as etapas da execução.

Depois dos dados coletados e tabulados eles deverão analisar a qualidade da alimentação dos colegas e também divulgar os dados, de preferência com a divulgação, através de panfletos a respeito da importância de uma alimentação saudável.

Cuidar da higiene dos alimentos também faz parte de uma alimentação saudável e pesquisar sobre esses hábitos ajudará na conscientização a respeito das atitudes mais corretas.

Ainda há polêmica em relação ao uso dos alimentos transgênicos e vale a pena solicitar uma pesquisa, organizando os alunos em grupos para que cada um pesquise sobre um aspecto dos alimentos transgênicos: como são produzidos, pontos favoráveis, controvérsias, locais de produção, etc. Esse trabalho poderá culminar em uma exposição esclarecendo a comunidade a respeito dos alimentos transgênicos.

Convidar um nutricionista para realizar uma palestra a respeito de como ter uma alimentação saudável pode esclarecer muitas dúvidas dos alunos e dos pais. Aproveite também as outras atividades de nosso site!