Livros Monteiro Lobato

Livros do Sítio - Monteiro Lobato

1921 - O Saci: conta como Pedrinho conheceu o Saci quando foi caçar no Capoeirão dos Tucanos, a mata virgem do Sítio do Picapau Amarelo, que lhe contou os segredos da floresta e várias lendas do folclore brasileiro, como a Mula-sem-cabeça, o Boitatá, o Lobisomem, o Negrinho do Pastoreio e muitas outras coisas… Juntos, eles salvaram Narizinho do feitiço da Cuca.

1931 - Reinações de Narizinho: neste livro apresenta os personagens do Sítio e as crianças partem para as aventuras. O livro é composto de várias pequenas histórias, previamente publicadas, compostas em capítulos. Algumas histórias são originais, enquanto outras histórias são interessantes combinações utilizando histórias e personagens já conhecidos, como a visita dos personagens do Mundo das Maravilhas, incluindo as princesas Branca de Neve e Cinderela e Aladim.

1933 - Caçadas de Pedrinho: neste livro o Marquês de Rabicó descobre que uma onça anda rondando as proximidades do Sítio do Picapau Amarelo. Pedrinho e Narizinho decidem, então, organizar uma expedição para caçar a fera, mas sem avisar Dona Benta ou Tia Nastácia, que com certeza não deixariam a aventura acontecer. Durante a caçada, eles encontram Quindim, um rinoceronte falante, e decidem trazê-lo para morar no sítio.

1935 - Geografia de Dona Benta: após Dona Benta contar a história do mundo a seu modo, Narizinho e Pedrinho pediram mais histórias. Dona Benta, então, sugeriu física e química, entre outros assuntos. Mas as crianças escolheram geografia. Após alguns serões, Emília teve a idéia de subirem todos, menos o Rabicó, num navio faz de conta e irem viajando pelo mundo, para dona Benta aprofundar a geografia.

1936 - Memórias da Emília: como ela é uma boneca muito da metida, resolve contar as suas memórias, ou melhor, “inventar” as suas memórias, pois ela acha que se a pessoa contar o que realmente aconteceu na sua vida, todos iriam perceber que a vida é igualzinha à de todo mundo. Então fica mais divertido inventar. Para ajudá-la a realizar seu intento, Emília chama o Visconde de Sabugosa; ela ditaria as memórias e o Visconde as escreveria.

1937 - Histórias de Tia Nastácia: Pedrinho resolve pedir à Tia Nastácia que conte tudo o que sabe sobre folclore. Então, Tia Nastácia começa a contar várias histórias infantis do folclore brasileiro.

1939 - O Pica-pau Amarelo: neste livro, todas as personagens do mundo da fábula decidem se mudar para o Sítio do Picapau Amarelo, trazendo elementos diversos como seus cavalos, castelos e até mares. Entre os seres que se mudam estão Peter Pan, Chapeuzinho Vermelho, Cinderela, Branca de Neve, Quimera, a Hidra de Lerna, Belerofonte, D. Quixote etc. Para conseguir acomodar todo mundo, Dona Benta comprou todas as terras próximas ao sítio. Porém, Tia Nastácia é sequestrada durante um tumulto que acontece na festa de casamento da Branca de Neve, e, então, todos fazem uma expedição de salvamento. Essa história só termina no livro Minotauro.

1939 - O Minotauro: na continuação do livro “O Picapau Amarelo” a festa de casamento de Branca de Neve com o Príncipe foi interrompida pelo ataque dos monstros da Fábula. Dona Benta, Pedrinho, Narizinho, Emília e o Visconde conseguiram escapar, mas, Tia Nastácia, que estava atarefada preparando mil faisões e andando pelas várias cozinhas do palácio, acabou sumindo em meio ao tumulto e ninguém sabia o que tinha acontecido, só sabia que era preciso encontrá-la! O pessoal, então, organiza uma expedição de busca e parte para a Grécia em busca de tia Nastácia. Lá, Dona Benta e os meninos mergulham num mundo novo e desconhecido.

« Voltar