Cartilha de atitudes positivas

Cartilha de atitudes positivas

Durante todo o dia podemos criar o hábito de realizar atitudes simples, mas que fazem a diferença, portanto…

  • Utilize o aparelho de ar condicionado de forma adequada, muitas vezes, apenas uma janela aberta resolve o incômodo do calor, mas quando realmente for preciso usar, aumente em 2 graus, pois com essa atitude, você evita que 900 kg de dióxido de carbono por ano subam para a atmosfera; se não for suficiente, tente um bom ventilador, que consome menos energia do que o ar-condicionado;

  • Compre apenas eletrodomésticos que tenham avaliação “A” no selo Procel. Eles ajudam a diminuir sua conta de luz e permitem o uso mais eficiente de energia elétrica. Veja a lista completa dos eletrodomésticos que têm o selo Procel, no site http://www.eletrobras.com/elb/procel/main.asp;

  • Mais da metade do lixo da sua casa pode ser reciclado. Separe os materiais recicláveis do lixo orgânico e do que não pode ser reciclado. Consulte a Prefeitura para saber mais sobre os horários e condições da Coleta Seletiva na sua cidade;

  • Mantenha a tampa da panela fechada. Com essa atitude, você concentra mais calor e economiza gás de cozinha;

  • Os documentos impressos podem virar papel de rascunho, por isso aproveite sempre os dois lados das folhas e poupe o corte de muitas árvores;

  • Quando estiver usando o computador e precisar sair, desligue o monitor do computador. As proteções de tela também gastam energia que pode ser economizada apenas ao apertar um botão;

  • Não coloque a geladeira perto do fogão ou de uma janela que receba muito Sol; ela terá de trabalhar mais para se manter fria;

  • Feche sempre bem a porta da geladeira. Aberta, há um maior consumo de energia para manter a temperatura. Não deixe a porta aberta enquanto pensa no que vai tirar dela, nem a abra e feche repetidas vezes;

  • Evite manter a temperatura interna do refrigerador inferior a 5 ou 6 graus. Isso aumenta o consumo energético em cerca de 7%;

  • Racionalize o uso de pilhas, procure usar pilhar recarregáveis. Quando acabar seu prazo, deposite-as em caixas coletoras específicas. As pilhas contaminam a água e o solo, com mercúrio e cádmio, e a atmosfera com vapores tóxicos;

  • A fabricação de mais papel faz com que sejam derrubadas mais árvores, aumentando o aquecimento global e diminuindo a qualidade do ar e da água. O cloro utilizado para o branqueamento é altamente contaminante. Opte sempre pelo papelreciclado, imprima só o necessário no modo econômico e utilize os dois lados da folha;

  • Seja um agente voluntário do “apagão”. Saia por aí apagando todas as luzes desnecessárias na sua casa, trabalho, banheiros públicos, shoppings, restaurantes e afins. A conta em real nem sempre é você quem paga, mas o ônus ambiental reflete emtodo o planeta;

  • Use menos o carro! Ande de bicicleta, caminhe e utilize mais transportes públicos. Cada quilômetro que deixar de percorrer de carro, você evita a emissão de cerca de 300 gramas de dióxido de carbono;

  • Olhe semanalmente os pneus! Manter os pneus calibrados pode diminuir o consumo de gasolina em mais de 3%. Cada litro economizado evita que 3 kg de dióxido de carbono subam para a atmosfera;

  • Quando for comprar um carro, opte por motores flex, com combustíveis menos poluentes, como álcool ou gás natural;

  • Ao se dirigir ao trabalho, eventos, seminários, aulas ou viagens, procure saber quem vai de carro e como você pode criar uma rede de carona solidária;

  • Tenha sempre um saco de lixo no carro e nunca jogue lixo na rua ou pela janela. Além de falta de educação e cidadania, essa atitude contribui para o desequilíbrio de uma cidade com o entupimento dos bueiros e aumento de doenças causadas pelo lixo acumulado;

  • Procure lojas, feiras e redes que comercializem produtos com certificados, como Comércio Justo, Produto Agroecológico, Biodinâmico, entre outras iniciativas que beneficiam o meio ambiente e respeitam a relação com o trabalhador;

  • Dê preferência às pequenas quitandas, mercadinhos e armazéns do seu bairro. Os grandes hipermercados padronizaram o consumo e descaracterizaram o comércio local tradicional;

  • Você sabia que para produzir um quilo de carne bovina exige-se ao longo de todo o ciclo de vida, morte e transporte do boi, cerca de 15 mil litros de água? Se uma pessoa consome 200 gramas de carne bovina por dia, estará consumindo 3 mil litros de água!

  • Compre ovos de galinha de capoeira ou caipira. Galinhas e ovos de granja são contaminados com antibióticos e hormônios que esses animais recebem nas indústrias do frango químico;

  • Troque o refrigerante pelo suco natural da fruta. Prestigie nossas frutas tropicais frescas e evite as polpas congeladas. A fruta fresca concentra muito mais vida, minerais e vitaminas;

  • Não “varra” nada com água, e sim com uma vassoura;

  • Quando regar os vasos, coloque um prato embaixo para apanhar a água em excesso e utilize essa água para molhar outras plantas. Atenção para não acumular larvas de mosquitos;

  • Jogar óleo no ralo ou na privada (ou na rua, onde acabará chegando ao esgoto) é o mesmo que despejá-lo diretamente num rio ou lago. Apenas meio litro de óleo é suficiente para gerar uma mancha venenosa de milhares de metros quadrados;

  • Quando trocar a água de seus animais de estimação, use a antiga para molhar as plantas;

  • Crie o saudável hábito de substituir o elevador pelas escadas. Além de economizar energia, você fará um bem para a sua saúde;

  • Troque a palha de aço e a esponja pela bucha natural para lavar pratos e talheres;

  • Quando for dar um presente, use a criatividade e procure surpreender com presentes educativos, ecológicos e artesanais;

  • Recicle as energias! Não usa mais, então dê para quem precisa. Utilize a troca solidária e a doação, como ferramentas constantes em sua vida. Muitas roupas, CDs, DVDs, livros, enfeites e objetos parados são de grande valia para outras pessoas e, no entanto, acabam criando traças nos armários e caixas acumuladas em casa;

  • Comece o dia com pensamentos positivos repleto de gestos solidários, humanizados e ecológicos;

  • Antes de comprar qualquer coisa, pense muitas vezes se aquilo é realmente necessário ou se pode conseguir emprestado com alguém;

  • Troque gradativamente os minutos que você passa na frente da TV por horas abraçado com um bom livro. Muitas oportunidades, frutos desse conhecimento, vão se abrir na sua vida;

_ Para construir uma casa pense em soluções sustentáveis: _

  • Colete a água do telhado em uma caixa d’água e aproveite-a para regar as plantas;

  • Ao comprar madeira, exija o selo comprovando que é proveniente de um manejo sustentável;

  • Instale um aquecedor solar para o chuveiro. A economia de energia elétrica proporciona um retorno do investimento, em média de 10 anos;

  • Deixe áreas permeáveis no terreno, como gramados. Isso reduz a necessidade de captação de água pluvial pela Prefeitura, além de melhorar a recomposição dos aquíferos subterrâneos e reduzir os efeitos de enchentes;

  • Adote as torneiras com pressão e válvulas automáticas. Elas economizam água e limpam com maior pressão as mãos;

  • Pinte os cômodos da casa com cores claras. Cores escuras absorvem luz, e as claras a refletem;

  • Se possível, instale sensores de ocupação que desligam as luzes sempre que o cômodo estiver desocupado;

  • Troque a descarga com válvulas (que gastam de 10 a 30 litros quando acionadas) por aquelas que acompanham caixas de 6 litros de água.