Onde vivem os animais

Moradia dos Animais

É interessante observar como as características de cada grupo de animais influenciam no modo de construir suas casas. Vejam só…

A casa das aves são os ninhos, afinal, elas não precisam armazenar alimentos e vivem livres na natureza. Eles servem basicamente para botar os ovos, chocar e alimentar os filhotes.

Há os ninhos maiores, como os da cegonha e os menores, como os do beija-flor, que faz um ninho com grama, folhas, flores e musgos. Apesar de bem pequenos são resistentes, pois são feitos com fios de teia de aranha.

Outro pássaro que entende bem da construção de ninho é o João-de-barro. Como o nome já diz, ele constrói o ninho com barro e tem formato de um forno. Para fazer uma construção perfeita, o casal trabalha 18 dias para preparar o ninho.

No grupo dos répteis há diversos tipos de moradia: os que carregam a casa para todo lugar, como as tartarugas, os que vivem em buracos subterrâneos, como algumas espécies de lagarto e serpentes e também os que vivem em árvores como os camaleões.

O grupo dos mamíferos também não fica para trás no que se refere à habitação: podemos encontrar desde os muito pequenos, como o rato, que vive nas frestas das paredes ou em depósitos onde podem ficar escondidos, até as baleias, que vivem no mar.

Desse grupo também fazem parte três animais que vale a pena conhecer suas moradias: o tatu - que vive embaixo da terra e constrói túneis profundos e para isso procuram áreas com terra mole no meio da floresta; a topeira - que também constrói sua casa embaixo da terra, mas formam galerias em profundidades diversas para facilitar a locomoção e o castor – que vive perto de rios e lagos. Ele está sempre roendo árvores e, com os galhos que caem, acaba formando diques, que funcionam como uma barragem para diminuir o fluxo da água, com isso as águas ficam mais tranquilas e torna-se um local perfeito para construção da sua casa.

Entre os insetos, há muitos que servem de exemplo de organização na construção. O cupim, por exemplo, constrói o cupinzeiro com cocô ou da mistura feita da madeira que comem com sua saliva. Há cupinzeiros que parecem um edifício, podendo chegar até 7 metros de altura.  A casa das formigas é o formigueiro, que, por fora parece muito simples, mas se olharmos por dentro é bem complexa, com divisões que chama a atenção pela perfeição.

Moradia x Habitat

O habitat é o local que oferece as condições climáticas, físicas e alimentares ideais para o desenvolvimento de uma determinada espécie.

Já as moradias representam realmente a casa de uma determinada espécie, como por exemplo, as tocas e os ninhos, que vocês viram acima.

Curiosidade

 

O bicho-da-seda não precisa ir buscar na natureza a matéria-prima para construir sua casa, pois ele usa a seda, que ele mesmo produz por uma glândula que fica na boca e enrola o fio ao redor do corpo até virar o casulo.