Pescaria

PescariaMuitas pessoas acham que a pesca é a terapia do século! E os adeptos desta técnica relatam também que basta começar a preparar o material que o relaxamento já começa. 

O fato é que a pesca é uma das atividades mais antigas praticadas pelo homem. Achados arqueológicos apontam que ela é praticada pelo homem desde a pré-história há cerca de 50 mil anos atrás, mas, ao contrário da caça e da agricultura, as técnicas de pescaria não sofreram muitas alterações ao longo do tempo.

A evolução

A pesca mais primitiva, chamada de colheita ou apanha , era praticada a pé, em curso de água, rios, lagoas e mares. Era uma atividade individual que consistia na recolha de moluscos, crustáceos e peixes.

Mais tarde surgem as lanças , setas e arpões , os chamados instrumentos de arremesso, que também eram utilizados individualmente na captura de peixes e outros animais aquáticos.

Para pescar maior quantidade de peixes o homem passa a usar barragens e armadilhas , primeiramente construindo pequenos muros de pedras que impediam a passagem e faziam com que os peixes ficassem presos no local, facilitando a pesca. Pouco mais tarde, desenvolvem-se equipamentos que servem de armadilha : as paliçadas , os cestos e, por fim as redes primitivas, com material pouco resistente.

As redes são melhoradas e tornam-se mais finas e resistentes a partir do momento que o homem aprendeu a obter os fios de sizal, algodão, etc. Atualmente, os fios mais usados são os sintéticos.

A pesca com linha de mão ocorreu primeiro sem anzóis, foi se modificando utilizando-se anzóis curvos feitos de pedra, de osso, de madeira e também de metal.

Com a evolução tecnológica, utiliza-se atualmente recursos de navegação na localização do pescado, são as sondas e sonares , e na monitorização das operações de pesca, através de sensores. Também utiliza-se o recurso de imagens de satélite para identificação de zonas com condições ambientais propícias para a concentração de determinadas espécies constitui uma das mais recentes formas de melhoria das técnicas para pesca.

Características do Pescador

O bom pescador tem que ter paciência… Muitas vezes pode ficar horas esperando o momento de pegar um peixe. O pescador é geralmente solitário – pode reparar que é muito difícil ver grupos de pescaria, com muita conversa e brincadeiras. O motivo principal para isso não ocorrer é para não espantar os peixes. Um pescador típico pode passar um dia inteiro em silêncio, não pegar nenhum peixe e mesmo assim voltar para casa feliz e tranquilo.

Os preparativos tem que começar um dia antes, pois quem gosta de pescar tem que gostar também de acordar bem cedo. Os equipamentos de pesca que não podem faltar para um pescador são: vara, iscas, boias, peso de chumbo e anzóis.

No Brasil há a exigência de licença para a pesca com qualquer finalidade – lazer, turismo ou como esporte. Essa licença deve ser solicitada no IBAMA – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e de Recursos Naturais Renováveis.

Peixes mais procurados

O pacu é um dos peixes mais pescados nem nosso país, principalmente por ter boa produtividade e aceitação na piscicultura.

O tambaqui também é um peixe bem procurado pelos pescadores. Essa espécie sobrevive melhor em ambientes com clima quente.

A pescada é um também um peixe muito procurada pelos pescadores. Cada peixe pode chegar até um metro de comprimento e peso até vinte quilos.

Segue uma lista de outros peixes populares:

Anchova, Dourado, Robalo, Atum, Marlim, Tucunaré, Pirarucu e agulhão-vela.

Escolha o lugar certo

Há muitos locais que tem preferência para praticar a pesca. Esses locais são procurados principalmente em função do clima agradável e quantidade e variedade de espécies.

No Brasil as regiões mais procuradas são a região do Pantanal e Amazonas , principalmente pela diversidade de peixes da região, mas na sua cidade com certeza deve ter um rio bem tranquilo para você praticar!

Agora lembre-se!!! Em qualquer local que você escolha para pescar, o importante é preservar o meio ambiente, não jogando lixo ou detritos na água e também respeitando a época de reprodução, para não prejudicar a preservação das espécies. 

Curiosidade

A carpa consegue colocar de uma só vez 2 milhões de ovos.

A espada do peixe-espada é um prolongamento do seu maxilar. Quando esse peixe nasce, o osso do maxilar dele é igual ao dos outros peixes, mas vai crescendo com o tempo.

O peixe-arqueiro, muito comum nos mares índico, lança um jato de água pela boca que deixa suas vítimas sem sentido. Depois, fica fácil capturá-las.

(fonte: Guia dos Curiosos)