Bicicletas

BicicletasAndar sobre duas rodas é mais prático,
ágil e divertido, por isso muitas pessoas estão se tornando adeptas desse meio de
transporte,
seja para praticar esporte, passeio ou mesmo
para trabalhar.

Como a bicicleta é muito mais antiga
do que imaginamos e como já
existiram modelos exóticos e
diferenciados, vale a pena voltar no
tempo e conhecer sua história.

O primeiro projeto de uma bicicleta
que se conhece até o momento
foi de Leonardo Da Vinci,
que data aproximadamente de 1490.

Neste projeto estavam descritos todos
os itens que hoje chamamos de
bicicleta: duas rodas, sistemas de direção e propulsão por corrente, além de um selim, que é o assento triangular da bicicleta. Este projeto, até onde se sabe não saiu do papel, talvez por dificuldades técnicas para execução.

Dessa forma a história da bicicleta começa mesmo em 1790 , a partir da invenção de um brinquedo, chamado celerífero , idealizado pelo Conde de Sivrac. O celerífero foi construído todo em madeira, com duas rodas alinhadas, uma atrás da outra, unidas por uma viga onde se podia sentar. Não existia um guidão como sistema de direção, mas somente uma barra transversal fixa à viga que servia para apoiar as mãos. A brincadeira consistia em empurrar ou deixar correr numa descida para pegar velocidade e assim tentar manter-se equilibrado de maneira muito precária por alguns metros. Percebe-se então que era na verdade uma brincadeira radical e perigosa , pois não existia freios e nem como desviar de obstáculos.

A bicicleta mais parecida com o que conhecemos hoje, portanto realmente a primeira bicicleta, foi mérito do alemão Barão Karl von Drais, em 1817. Ele adaptou o celerífero, colocando um sistema de direção que permitia fazer curvas e com isto manter o equilíbrio quando estava em movimento, um sistema de freios e uma forma de ajustar o selim para ser adaptado à pessoas de vários tamanhos. O modelo foi patenteado e chamado de draisiana , com velocidade média de 15 km/h, atingindo o recorde ciclístico da época.

A partir daí houve evolução nos modelos, substituindo a madeira pelo ferro para sua construção, melhorando sua funcionalidade. Surgiram versões coletivas , em que a família podia andar em conjunto, em uma mesma bicicleta. O veículo começa a se popularizar e em abril de 1829 acontece a primeira competição ciclística da história, em Munique - Alemanha.

A primeira bicicleta com pedais surge em 1839 , criada pelo ferreiro escocês Kirkpatrick Macmillan. O modelo adaptado mudou de nome, passando a ser chamado de velocípede.

A evolução continua e a partir de 1888 o velocípede ganha uma nova adaptação com o uso de correntes para dar maior estabilidade e pneus com câmeras, graças ao inglês John Boyd Dunlop.

Muitas modificações ocorreram depois que a novidade atingiu o Oriente, principalmente o Japão que passou a criar indústria de alta qualidade, com precisão, desenho refinado e tecnologia revolucionária para a produção das bicicletas.

No Século XX , a venda das bicicletas cresce em ritmo acelerado: em 1986 há um aumento de 80% na venda de bicicletas; em 1989 foram vendidas 7.5 milhões de bicicletas somente nos Estados Unidos. Daí para frente o uso de bicicletas para qualquer tipo de atividade só tende a crescer.

Muitos benefícios

Observe que a bicicleta só trás benefícios , tanto para as pessoas como para o meio ambiente : nos ajuda a manter a forma, é um excelente exercício para fortalecer as pernas, é muito mais rápida do que andar a pé, atravessa qualquer congestionamento, dá uma sensação incrível de liberdade, não usa nenhum tipo de combustível, não solta nenhum tipo de fumaça no meio ambiente e não faz nenhum tipo de ruído desagradável… Você conegue lembrar de mais alguma vantagem que a bicicleta pode trazer???

Cicloturismo

Desde os primeiros modelos que surgiram, o uso da bicicleta sempre esteve relacionado aos momentos de lazer, portanto o cicloturismo sempre existiu, mas ganho este nome muito recentemente. Existem registros de usuários de biciclos fazendo longas viagens bem antes de 1880. Mesmo quando os automóveis começaram a ganhar espaço a bicicleta resistiu e fazer cicloturismo foi uma forma de contracultura e um modo agradável de sair da rotina.

Cidades e bicicletas

Com as grandes cidades cada vez mais abarrotadas de pessoas e de carros, a crise de combustíveis fósseis e o grande problema da poluição fica evidente a necessidade de se pensar em alternativas para os transportes, por isso, várias pessoas, em diversas cidades no mundo, aderiram a bicicleta como meio de transporte. Podemos citar como exemplo Copenhagem – Dinamarca, que realmente criou uma cultura em relação à bicicleta, com ciclovias construídas de forma planejada e segundo estatísticas do país praticamente 55% dos habitantes utilizam a bicicleta como meio de transporte para trabalhar e a China, que, apesar de todo crescimento econômico dos últimos anos, não deixou de lado esse meio de transporte. Aqui no Brasil as bicicletas de uso cotidiano ainda são mais comuns nas cidades do interior, pois nenhuma capital tem o trânsito realmente preparado para dar segurança ao ciclista.

Curiosidades

A mountain bike foi uma bicicleta criada para resistir à decidas em montanhas técnicas, ou seja, montanhas construídas para este fim. As primeiras mountain bikes eram muito pesadas e ninguém conseguia subir pelando, por isso era necessário que um caminhão as levasse ao topo da montanha para a brincadeira começar. A brincadeira virou competição, houveram adaptações tecnológicas significativa e muitos adolescente e adultos querem se tornar peritos em pilotar uma mountain bike.

Compartilhar: