Cinema Brasileiro Linha do Tempo

Cinema BrasileiroAcompanhe os principais eventos do cinema nacional através dessa linha do tempo.

1895 – Irmãos Lumière: pioneiros na exibição de imagens em movimento.

1898 – Primeiro cineasta do País: Affonso Segretto, imigrante italiano que filmou cenas do porto do Rio de Janeiro.

1906 – Primeiros filmes “posados”, ou seja, filmes de ficção.

1908 – Época de Ouro do cinema nacional.

1911 – Fundação da Companhia Cinematográfica Brasileira, empresa brasileira com salas para exibição de filmes.

1923 – Ciclos regionais de cinema: exibição de filmes nacionais em cidades específicas, primeiramente em São Paulo e Rio de Janeiro e depois foram se ampliando.

1930 – Ano da primeira gravação de Carmem Miranda, cantora e atriz.

1941 – Ano de fundação da Atlântida Cinematográfica, com o objetivo de promover o desenvolvimento industrial do cinema brasileiro.

1947 – Começam as produções do gênero “chanchadas”, mesclando música e humor.

1949 – Ano de fundação do Estúdio Vera Cruz.

1952 – Ano do 1º Congresso Nacional do Cinema Brasileiro para estabelecer as diretrizes do cinema nacional.

1953 – Ano de exibição de “O Cangaceiro”,  um dos maiores sucessos do cinema brasileiro.

1955 – Época do Cinema Novo

1962 – Exibição do filme “O Pagador de Promessas”, único filme brasileiro até hoje (ano base 2015) a conquistar a Palma de Ouro do Festival de Cannes, um dos mais importantes prêmios cinematográfico do mundo.

1964 – Mudança das perspectivas do cinema nacional em função da instalação da ditadura no país e as transformações políticas e sociais decorrentes disso.

1969 – Criação da Embrafilmes.

1973 – Criou-se o Festival de Gramado, premiação aos melhores do cinema, que no Brasil, anualmente desde então.

1992 – Resgate do Cinema Brasileiro

1998 – Lançamento do filme “Central do Brasil”, primeiro filme brasileiro a concorrer ao Oscar.

2001 – Criação da ANCINE - Agência Nacional do Cinema, com objetivo é fomentar, regular e fiscalizar a indústria cinematográfica e videofonográfica nacional. Foi criada no governo de Fernando Henrique Cardoso.

2008 – Cria-se o Fundo Setorial do Audiovisual, com objetivo de viabilizar projetos cinematográficos.

 

2010 – Lançado o filme “Tropa de Elite 2”, com recorde de bilheteria. A primeira parte – “Tropa de Elite 1” foi lançada em 2008.

Compartilhar: