10 Curiosidades sobre a Copa de 1966

10 Curiosidades sobre a Copa de 1966Ladislao Mazurkiewicz, goleiro uruguaio, e que à época da copa de 1966 era o arqueiro do Peñarol, foi capa de revistas especializadas por ter sido o primeiro arqueiro estrangeiro (de países não pertencentes às federações do Reino Unido), que manteve sua meta invicta em um jogo contra a “ English Team” no estádio de Wembley.

Todos os países africanos (África do Sul, Argélia, Egito, Etiópia, Gabão, Gana, Guiné, Camarões, Libéria, Líbia, Mali, Marrocos, Nigéria, Senegal, Sudão, Síria e Tunísia) não disputaram as eliminatórias em protesto contra a Fifa, que resolveu não classificar diretamente um país do continente africano, incluindo-os nas eliminatórias da Ásia e Oceania. 

A Copa de 1966 começou com um roubo. A tão aclamada Copa Jules Rimet foi colocada em exibição no Central Hall, de Westminter. No dia 20 de março, sem nenhuma violência e sem nem quebrar os vidros da vitrine onde se encontrava ou tocar nos selos em exposição, a Copa Jules Rimet foi furtada.

A notícia percorreu os quatro cantos do planeta e teve um desenrolar misterioso. Apesar de os peritos da “Scotland Yard” investigarem exaustivamente o crime, quem salvou a pátria foi um cachorro chamado “Pickles”, que achou a taça no subúrbio de Londres. 

Além do roubo da Taça Jules Rimet e da arbitragem polêmica na partida final, a Copa de 1966 também ficou marcada pelas inovações tecnológicas. Este mundial foi o primeiro a apresentar o “replay” das melhores jogadas das partidas.

Pela segunda vez um artilheiro de Copa do Mundo é nascido no continente africano. A primeira foi em 1958, com o marroquino Just Fontaine, que atuou pela Seleção da França. Eusébio, goleador do Mundial da Inglaterra, era natural de Moçambique.

Edu, ponta-esquerda do Santos nas décadas de 60 e 70, foi o jogador brasileiro mais novo a disputar uma Copa do Mundo. Na Copa da Inglaterra, o habilidoso atacante tinha apenas 16 anos, mas não atuou em nenhuma partida daquela competição. 

O treinador campeão, o inglês Alf Ramsey, jogou a Copa de 1950, no Brasil, e esteve presente no maior vexame da história da Inglaterra em Copas do Mundo: a derrota por 1 a 0, para os Estados Unidos.

Os jogadores da Seleção Inglesa receberam cerca de 900 libras pela conquista do título mundial de 1966.Após a final da Copa de 1966, Pelé concedeu uma entrevista ao jornal inglês “Sunday Telegraph” dizendo que estava desgostoso com a violência, e que aquela seria a sua última Copa do Mundo. Felizmente a promessa não foi cumprida e o Rei conquistou o tricampeonato mundial em 1970. 

 

 

 

Compartilhar: