10 Curiosidades sobre a Copa de 1990

10 Curiosidades sobre a Copa de 1990

 O camaronês Roge Milla, com 38 anos, se tornou o jogador mais velho a marcar um gol na história da Copa do Mundo.

 O goleiro italiano Wanter Zenga bateu o recorde de minutos sem levar gol em copas, ficando invicto por 517 minutos.

“Estaremos juntos em 94”. Frase do atacante Bebeto a Romário, tendo uma premonição da dupla de ataque que jogou junta na Copa dos Estados Unidos.

A Irlanda possuía a equipe mais velha da competição, com a média de 28,9 anos. Já os americanos eram os mais novos, média de 24 anos.

Pela primeira vez em sua história, a Seleção Brasileira usou os 12 jogadores que estavam atuando no exterior para formar o seu elenco.

Pela primeira vez em uma copa todos as seleções que conquistaram mundiais estavam presentes no torneio (Brasil, Itália, Argentina, Alemanha, Uruguai e Inglaterra).

O jogo de abertura (Argentina x Camarões) teve mais torcedores no estádio do que a final (Alemanha Ocidental x Argentina). A primeira partida recebeu 73.780 torcedores, enquanto a na decisão 73.603 prestigiaram o confronto.

O Mundial da Itália teve a pior média de gols de todos os tempos. As redes balançaram 115 gols em 52 partidas, com uma média de 2,21 gols por jogo, menos da metade da média da Copa de 54, que ficou com 5,38.

As duas partidas das semifinais foram decididas nas cobranças de pênaltis, algo que não ocorreu nas demais edições do torneio.

Antes do jogo entre Itália e Argentina, pelas semifinais, Maradona fez um discurso político dirigido à cidade de Nápoles, cidade sede da equipe que atuava. O craque lembrou a marginalização econômica e social do povo e convocou os cidadãos de Nápoles para torcer pela Argentina.

Compartilhar: