Grandes Navegadores

Grandes NavegadoresAtravessar o oceano para conquistar novas terras e buscar especiarias não era tarefa fácil há séculos atrás! 

A começar pelo imaginário popular com a crença de que nos oceanos existiam grandes monstros que atacavam as embarcações, passando pela dificuldade tecnológica, pois contavam com pouquíssimos instrumentos para ajudar na navegação, além de toda a dificuldade para armazenar alimentos. 

Assim, para atravessar o oceano era preciso muita coragem e espírito aventureiro.

Os primeiros a enfrentar esse desafio foram os portugueses e logo em seguida os espanhóis também criaram coragem e seguiram para os oceanos.

Vamos ver um pouco da história dessas conquistas através de uma linha do tempo:

Final do Século XIV – Início do Século XV:  toda a Europa e especificamente Portugal entra em uma nova fase com a ascensão da burguesia, agora enriquecida e disposta a investir nas navegações. Além disso, tem início a  Escola de Sagres , fundada por Dom Henrique com o objetivo de desenvolver estudos sobre tudo que envolvia as navegações. Dela faziam parte os melhores cosmógrafos, cartógrafos e construtores de navios, que fizeram a navegação avançar naquele país.

1415:  acontece a primeira conquista portuguesa, que chegam à Ceuta, ao norte do continente Africano.

1418:  Navegadores portugueses conquistam à ilha de Porto Santo, no arquipélago da Madeira.

1488:  Bartolomeu Dias contorna o Cabo das Tormentas, extremo sul do continente Africano.

1492:  Cristóvão Colombo desembarca na América.

1497:  Vasco da Gama dobra o Cabo da Boa Esperança e chega às Índias no ano seguinte.

1500:  Cabral desembarca em Porto Seguro, assim se dá o Descobrimento do Brasil.

 Agora, vamos conhecer quem foram os corajosos homens que se aventuram em busca de novas terras:

Vasco da Gama (1469-1524): importante navegador português, a quem D. Manuel I confiou o comando da uma frota com quatro navios que, em 8 de Julho de 1497 deixou Portugal com objetivo de chegar às Índias.

Bartolomeu Dias (1450 – 1500): célebre navegador português, acabou por descobrir vários portos. Também acompanhou Pedro Álvares Cabral na famosa viagem em que este descobre o Brasil. Depois disso, quando sua frota seguia para a Índia, o navio em que ia Bartolomeu Dias, naufragou, causando sua morte.  

Fernão de Magalhães (1480-1521): comandou uma frota com cinco caravelas, conquistando as Índias e África. Também viajou para o Ocidente, chegado à costa americana, foi navegando ao longo dela para o sul e assim descobriu a passagem interoceânica que recebeu o seu nome - Estreito de Magalhães.

Pedro Álvares Cabral (1468-1520): navegador português a quem D. Manuel I confiou o comando da segunda armada com objetivo de chegar à Índia, mas houve um desvio no caminho que, até hoje os historiadores discutem se foi intencional ou por acaso e acabou chegando ao Brasil.

Cristóvão Colombo (1451-1506): cartógrafo e navegador genovês que conheceu as mais importantes rotas comerciais do Mediterrâneo. Foi o primeiro europeu a chegar às Américas, apesar de acreditar que tinha chegado às Índias.

Curiosidade

 

No dia 6 de maio de 1500, o astrônomo da frota de Pedro Álvares Cabral registrou a latitude da Baía de Cabrália, atual Porto Seguro. Este o documento é considerado o trabalho cartográfico mais antigo do Brasil.
(fonte: Guia dos Curiosos)